Frases Soltas do Pensador (www.pensador.info)

sexta-feira, 28 de maio de 2010

A Espera

invadem meus pensamentos
os acordes do seu violão,
sua voz, suave, marcante,
adentra meu coração.
mais do que nunca me sinto cigana,
me entregando, de corpo e alma,
à sua canção,
meu corpo baila em sua melodia,
sob a luz da lua, ao redor da fogueira,
que me aquece na noite fria.

quem sabe um dia,
não mais, apenas, sua voz
mas, sua presença
a acompanhar meus passos.
quem sabe, um dia,
não mais minha alma vazia,
caminhante em busca de um abrigo.
quem sabe, um dia,
você se renda ao meu bailado,
como me rendo à sua melodia.

quem sabe as linhas do destino
resolvam se encontrar em nossos caminhos
e a vida, que seguiu nos afastando,
resolva nos reunir...
cumprindo o que estava escrito...
e os constantes desencontros
farão parte de um passado a se extinguir,
sob a luz da lua cheia,
no calor da fogueira,
a madrugada com promessas a nos sugerir,
seu violão, meu bailado, sua voz,
nosso encontro...uma história a se cumprir.

terça-feira, 25 de maio de 2010

Tântrico

ao perder-me em seus braços,
encontro-me no infinito.
a perfeição de ser e existir,
únicamente, para viver
esse amor.
a conjunção dos nossos corpos,
buscando um único fim,
onde encontram-se nossos começos,
e partir, caminhar, mas sempre...
sempre voltar...
para seus beijos, em seus abraços,
onde encontro sempre meu lugar,
pertecendo-te, ainda que sem possuir,
deixando-te livre para ir e vir,
pois sei que, aonde quer que vá,
sempre irá voltar.
que se faça a eternidade,
em nossos breves encontros,
que minhas mãos busquem, cegamente,
tateando em seu corpo,
a maneira certa de guiar-te
ao prazer que somente eu poderei te dar.
que minha boca encontre, na sua,
o fôlego que preciso para respirar.
que derrame-se,sobre mim, a seiva da vida
manando do seu corpo, exausto,
porém em transe absoluto
após o tantrico êxtase
supremo e único
que apenas comigo sentirá.

sábado, 15 de maio de 2010

Final Feliz

sua voz ecoa em canções pela madrugada
e seus pensamentos, montados em versos,
fazem com que eu tente adentrar o seu eu.
mesmo te compreendendo tanto,
como um fiel reflexo de mim,
há horas em que não consigo entender
como e porque você se fere tanto,
quando poderia evitar de sofrer.
sua melancolia encanta,
ao mesmo tempo em que me preocupa,
queria poder aliviar suas dores,
queria poder olhar por você,
e, quem sabe, até, te dizer
que mesmo que, também eu, seja capaz
de cometer os mesmos erros,
que já fiz, tantas vezes o mesmo que faz,
sei que esse não é o caminho,
sei bem o que isso te traz,
e a prova disso é o que está vivendo,
suas dúvidas, incertezas, inseguranças,
você sonhando para, a seguir, descobrir
seus sonhos, um por um, se afastando de você.
tenho idéia do que busca, imagino o que quer,
só não sei se vale a pena você insistir tanto
em se iludir por algo que não existe, não é.
e, como eu, você segue...
faz da tristeza, melodia,
das dores, poesia...
mas o coração padece enquanto sua arte enobrece,
mesmo havendo a sublime beleza na dor,
seus versos transparecem a sua carência de amor.
quem sabe seja a hora de mudar o tom de suas canções
e a rima de suas poesias...
quem sabe seja chegada a hora de transformar
o amor em realidade e sua realidade em alegria.
um sorriso é, sempre, mais belo que um lamento,
o violão que soa melódico pela madrugada,
encanta tanto quando a melancólica balada,
ainda quero encontrar em seus versos
a estrofe que fala de um final feliz
e a melodia de uma vitória conquistada.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Dualidade



Para a Lua,
O Sol,
Para a Escuridão,
A Luz,
Para a Noite,
Dia,
Para a Tristeza,
Alegria,
Para a Lágrima,
O Sorriso,
Para minha Solidão,
Seu amor,
Para mim,
Só você!