Frases Soltas do Pensador (www.pensador.info)

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Obsessão


minhas noites são um tormento,
só você no pensamento,
eu luto contra tudo, contra mim,
para sufocar esse sentimento.

meu coração suplica por você,
meu corpo precisa do seu,
mas minha razão diz:
"não, não é amor,
é apenas uma artimanha,
brincadeiras do seu coração,
é apenas obsessão".

se é ilusão,
nada sei...
só sei que fujo tanto de você,
mas basta que me chame,
e eis-me, uma vez mais,
esperando uma palavra, um gesto,
pronta para me entregar.

não...não pode ser amor...
como posso passar tanto tempo
longe de você?
apenas ilusão, coisas do meu pensamento,
que enganam o corpo e cegam a razão.

altas horas da madrugada,
estou insone sem saber o que esperar,
vontade de te ver, te telefonar,
mas sei que não devo,
há uma imensa barreira entre nós dois,
nossos contratempos nos separam,
a vida quis assim,
sua imagem em minha mente,
um sentimento no coração
e você longe de mim.

e a razão insiste:
"não há de ser amor,
não se entregue a mais essa ilusão,
joguetes de sua mente,
brincadeiras do seu coração,
sensações e não sentimentos,
turvando a sua visão."

é como um retrato,
porém bem mais real,
durante a noite, abro os olhos,
sua imagem no meu quarto,
tento te tocar, mas você não está lá...
mais uma miragem,
peças que prega meu coração,
fruto dessa paixão...
tão perto, tão longe,
te ver e não ter...
viver minha vida sem você...
amor, amigo, amante...
apenas minha obsessão...

Boomp3.com

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Fruto Proibido


Tua boca é fruto proibido
O que mais suculento parece ao paladar,
Detentora dos beijos mais quentes
Que eu possa desejar.
Você é o pecado, o inatingível,
Instiga, provoca, se insinua...
Enlouqueço, mas não posso me entregar.
Doce e Suave, Quente e Fugaz desejo,
O mais louco instinto que tenho de pecar.

É você quem eu chamo à noite,
Mesmo evitando seu nome pronunciar.
É a perfídia, a loucura...aventura...
Não resisto quando você me procura,
Mesmo sabendo que deveria te evitar.
Seu olhar ardendo em chamas enquanto me busca,
Seu sorriso diabólico e profano,
Sua voz rouca e profunda
Tudo conspira...se alia...
Para que desse fruto proibido
Eu possa provar.

Boomp3.com

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Deusa



Sou aquela que vaga na noite,
Por entre estrelas,
Vestida com os raios prateados do luar.
Sou aquela que muda de face,
Eu mudo de fases,
A deusa noturna,
Donzela, mãe e anciã,
Dotada com o dom de encantar.
Posso ser Ártemis, Deméter, Hécate,
Lillith, Kali, Afrodite,
Chame-me como quiser,
De onde estiver,
Eu o ouvirei.
Sou aquela que ama,
Sou o poder criador,
A essência renovadora,
Mas também a justiça implacável.
Levanto-me quando o sol se vai,
E vou deitar-me com o raiar da aurora.
Sou a Grande Mãe, Deusa da Fertilidade,
Senhora do Amor, Plena e Absoluta,
Sou como a Virgem ansiosa, buscando um grande amor,
Sou a Dona da Sabedoria, da Experiência,
Detentora do Destino e da Justiça,
Sou tríplice, múltipla, sou o tudo.
Chame meu nome, seja ele qual for,
Sou conhecida como A Deusa,
Mas basta, apenas, que espere o anoitecer
Para meu esplendor mirar,
Sou a Lua, a Grande Mãe, aquela que há de te guardar.

Boomp3.com

MISERI MANI - ERA

Uma história emocionante que me faz lembrar de alguém muito, muito especial...Esmeralda!

DIVANO-ERA

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Esmeralda

Em uma noite de lua cheia,
Uma mágica festa sob o luar,
Homens, mulheres, velhos e crianças,
Todos alegres e unidos,
Eram ciganos a bailar.

Dentre todos eles eu vi
Uma cigana que, de todas, se destacava,
Os cabelos eram vermelhos,
Com a calidez do fogo,
Rubros lábios como maçã,
Sua saia, como diáfano manto verde,
A voar, enquanto ela bailava.
De todo o ouro e todas as jóias,
Era ela a mais preciosa,
Seu nome: Cigana Esmeralda.

Seu bailado despertava paixões,
Seu olhar queimava como fogo,
Seu sorriso, deus das perdições,
Cigano ou Gadjé,
Não havia um que resistisse ao seu jogo.

Fera indomável,
Cigana,
Muitos tentaram,
Mas ninguém jamais a possuiu.
Voluntariosa,
Tudo o que quis, conseguiu.
Consciente de seu encanto,
Esplendorosa,
A ela ninguém, jamais, resistiu.

Bastava um olhar,
E um reino, a seus pés, era depositado;
Um sorriso,
E mil argumentos eram derrubados.
Esmeralda Garcia,
Faceira, Feiticeira,
Cigana e Rainha,
Um nome para não se esquecer,
Uma mulher para sempre se recordar.

Em seu peito um coração batia,
Um grande amor ali vivia.
Sem se prender a rédeas,
De um jeito todo seu, ela amava
Um formoso moreno,
A paixão que era o ar que ela respirava.

Um dia qualquer,
Uma emboscada,
Se foi aquele que Esmeralda amava.
Sentimentos confusos,
O coração repleto de dor,
O corpo privado de seu grande amor,
Chega a noite escura,
Algumas ervas, uma poção,
Para sempre adormece Esmeralda,
Partiu para a Eternidade,
Foi encontrar-se com sua paixão.

Mas, engana-se quem pensa
Que a morte ou o tempo
O brilho de Esmeralda ofuscou.
Ciganos não morrem,
Retornam ao infinito,
Juntam-se às estrelas.
Basta querer e acreditar,
Por três vezes seu nome chamar,
E logo a ruiva espanhola,
Com seus verdes trajes,
Pronta estará para ajudar.
Esmeralda Garcia,
Cigana, Rainha,
Acaba de chegar!

Boomp3.com