Frases Soltas do Pensador (www.pensador.info)

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Obsessão


minhas noites são um tormento,
só você no pensamento,
eu luto contra tudo, contra mim,
para sufocar esse sentimento.

meu coração suplica por você,
meu corpo precisa do seu,
mas minha razão diz:
"não, não é amor,
é apenas uma artimanha,
brincadeiras do seu coração,
é apenas obsessão".

se é ilusão,
nada sei...
só sei que fujo tanto de você,
mas basta que me chame,
e eis-me, uma vez mais,
esperando uma palavra, um gesto,
pronta para me entregar.

não...não pode ser amor...
como posso passar tanto tempo
longe de você?
apenas ilusão, coisas do meu pensamento,
que enganam o corpo e cegam a razão.

altas horas da madrugada,
estou insone sem saber o que esperar,
vontade de te ver, te telefonar,
mas sei que não devo,
há uma imensa barreira entre nós dois,
nossos contratempos nos separam,
a vida quis assim,
sua imagem em minha mente,
um sentimento no coração
e você longe de mim.

e a razão insiste:
"não há de ser amor,
não se entregue a mais essa ilusão,
joguetes de sua mente,
brincadeiras do seu coração,
sensações e não sentimentos,
turvando a sua visão."

é como um retrato,
porém bem mais real,
durante a noite, abro os olhos,
sua imagem no meu quarto,
tento te tocar, mas você não está lá...
mais uma miragem,
peças que prega meu coração,
fruto dessa paixão...
tão perto, tão longe,
te ver e não ter...
viver minha vida sem você...
amor, amigo, amante...
apenas minha obsessão...

Boomp3.com

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Fruto Proibido


Tua boca é fruto proibido
O que mais suculento parece ao paladar,
Detentora dos beijos mais quentes
Que eu possa desejar.
Você é o pecado, o inatingível,
Instiga, provoca, se insinua...
Enlouqueço, mas não posso me entregar.
Doce e Suave, Quente e Fugaz desejo,
O mais louco instinto que tenho de pecar.

É você quem eu chamo à noite,
Mesmo evitando seu nome pronunciar.
É a perfídia, a loucura...aventura...
Não resisto quando você me procura,
Mesmo sabendo que deveria te evitar.
Seu olhar ardendo em chamas enquanto me busca,
Seu sorriso diabólico e profano,
Sua voz rouca e profunda
Tudo conspira...se alia...
Para que desse fruto proibido
Eu possa provar.

Boomp3.com

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Deusa



Sou aquela que vaga na noite,
Por entre estrelas,
Vestida com os raios prateados do luar.
Sou aquela que muda de face,
Eu mudo de fases,
A deusa noturna,
Donzela, mãe e anciã,
Dotada com o dom de encantar.
Posso ser Ártemis, Deméter, Hécate,
Lillith, Kali, Afrodite,
Chame-me como quiser,
De onde estiver,
Eu o ouvirei.
Sou aquela que ama,
Sou o poder criador,
A essência renovadora,
Mas também a justiça implacável.
Levanto-me quando o sol se vai,
E vou deitar-me com o raiar da aurora.
Sou a Grande Mãe, Deusa da Fertilidade,
Senhora do Amor, Plena e Absoluta,
Sou como a Virgem ansiosa, buscando um grande amor,
Sou a Dona da Sabedoria, da Experiência,
Detentora do Destino e da Justiça,
Sou tríplice, múltipla, sou o tudo.
Chame meu nome, seja ele qual for,
Sou conhecida como A Deusa,
Mas basta, apenas, que espere o anoitecer
Para meu esplendor mirar,
Sou a Lua, a Grande Mãe, aquela que há de te guardar.

Boomp3.com

MISERI MANI - ERA

Uma história emocionante que me faz lembrar de alguém muito, muito especial...Esmeralda!

DIVANO-ERA

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Esmeralda

Em uma noite de lua cheia,
Uma mágica festa sob o luar,
Homens, mulheres, velhos e crianças,
Todos alegres e unidos,
Eram ciganos a bailar.

Dentre todos eles eu vi
Uma cigana que, de todas, se destacava,
Os cabelos eram vermelhos,
Com a calidez do fogo,
Rubros lábios como maçã,
Sua saia, como diáfano manto verde,
A voar, enquanto ela bailava.
De todo o ouro e todas as jóias,
Era ela a mais preciosa,
Seu nome: Cigana Esmeralda.

Seu bailado despertava paixões,
Seu olhar queimava como fogo,
Seu sorriso, deus das perdições,
Cigano ou Gadjé,
Não havia um que resistisse ao seu jogo.

Fera indomável,
Cigana,
Muitos tentaram,
Mas ninguém jamais a possuiu.
Voluntariosa,
Tudo o que quis, conseguiu.
Consciente de seu encanto,
Esplendorosa,
A ela ninguém, jamais, resistiu.

Bastava um olhar,
E um reino, a seus pés, era depositado;
Um sorriso,
E mil argumentos eram derrubados.
Esmeralda Garcia,
Faceira, Feiticeira,
Cigana e Rainha,
Um nome para não se esquecer,
Uma mulher para sempre se recordar.

Em seu peito um coração batia,
Um grande amor ali vivia.
Sem se prender a rédeas,
De um jeito todo seu, ela amava
Um formoso moreno,
A paixão que era o ar que ela respirava.

Um dia qualquer,
Uma emboscada,
Se foi aquele que Esmeralda amava.
Sentimentos confusos,
O coração repleto de dor,
O corpo privado de seu grande amor,
Chega a noite escura,
Algumas ervas, uma poção,
Para sempre adormece Esmeralda,
Partiu para a Eternidade,
Foi encontrar-se com sua paixão.

Mas, engana-se quem pensa
Que a morte ou o tempo
O brilho de Esmeralda ofuscou.
Ciganos não morrem,
Retornam ao infinito,
Juntam-se às estrelas.
Basta querer e acreditar,
Por três vezes seu nome chamar,
E logo a ruiva espanhola,
Com seus verdes trajes,
Pronta estará para ajudar.
Esmeralda Garcia,
Cigana, Rainha,
Acaba de chegar!

Boomp3.com

terça-feira, 20 de maio de 2008

Vácuo


Amar você é amar o vazio e a inconstância,
A presença diáfana e distante,
Algo irreal, impalpável,
Inexo.
Saber-me em seus braços,
Ainda que em sonhos,
E depois ver-me sem você.
É abraçar o vazio,
Pensando ser seu corpo.
É sentir uma brisa tocar meus lábios,
Como se fosse um beijo seu.
É te ver ir e vir,
Sem saber se vai voltar.
Te amar é conviver com a saudade,
A incerteza de quando o verei novamente.
Te amar é perguntar ao nada, constantemente:
"ONDE ESTÁ VOCÊ?"

Amor Dividido


mais uma vez você me chama,
com suas palavras me seduz.
mais uma vez caio em seus braços,
mesmo sabendo que seu corpo não tem dona,
ou antes tem uma dona que não sou eu.
mais uma vez me entrego,
sabendo, de antemão, que é só momento,
sem cobranças.
nosso compromisso é o desejo que sentimos,
desejo que vem a qualquer instante,
e sempre estou a esperar
o momento em que resolver me desejar,
inteiramente à sua disposição,
vivendo à mercê de sua paixão,
me satisfazendo com o que me oferece,
um prazer por completo,
mas uma paixão pela metade.
amor dividido,
uma boca que beija outras bocas,
braços que envolvem outros corpos,
um desejo que ela não satisfaz,
e que, quando te assola,
o faz me procurar,
para ter comigo o que ela não te oferece,
eu que estou sempre pronta a me entregar.
mais uma vez aceito o que me propõe,
volto para seus braços,
após mais uma tentativa de me afastar.
o que nunca muda é que você sempre soube
onde me encontrar
e eu, por mais que fugisse,
sempre acabava caindo em seus braços.
seus beijos sempre foram
o meu ponto de partida,
minha busca, minha meta,
meu mundo girando na sua órbita.
uma palavra sua
e todas minhas resoluções caem por terra,
aceito te pertencer,
sabendo que jamais poderei te possuir,
esse amor dividido que me satisfaz por completo,
desejo mútuo, paixão unilateral,
eterno paradoxo,
contradição constante,
sempre correndo em círculos.
hoje sei que posso fazer desse amor um jogo,
se quiser te ter sempre comigo,
amor dividido,
sem compromisso,
a única maneira de ter você.

Boomp3.com




Ponto de Partida


finalmente estou livre para você!
agora posso me entregar,
eu que, mesmo com outro,
jamais deixei te pertencer.
mesmo vivendo um compromisso,
jamais deixei de te amar.

finalmente ele saiu de minha vida,
um espaço que ele jamais
conseguiria ocupar,
pois onde você estiver
não há saída...
ele será sempre o terceiro
ou o último,
pois você estará sempre em primeiro
e segundo lugar.


por que mentir a mim mesma?
quando eu o beijava,
em minha mente, era sua boca
que eu estava a beijar.
toda vez que ele me abraçava,
era seus braços que eu sentia
a me abraçar.
eu estava vivendo uma mentira,
na vã tentativa de deixar de te amar.

agora ele se foi,
e aí você está,
se dizendo pronto
para seu posto retomar.
lugar que sempre foi seu,
em troca dos beijos que desejei,
dos abraços que, em vão,
nos braços dele procurei,
do amor que ele jamais poderia me dar.
porque quando eu olhava para ele,
era você que eu via em seu lugar.

enquanto ele me perde,
você me ganha.
pedi a ele que saísse de minha vida,
para que você pudesse voltar.
não adianta,
não tem jeito,
para me fazer te esquecer
ele teria que se tornar você
e isso é impossível.
te amo porque você é único,
ninguém nunca será como você,
ninguém jamais ocupará seu lugar,
apenas a você poderei me entregar,
somente a você poderei pertencer.

nossas idas e vindas sempre têm um rumo,
nos perdemos em nossos abraços,
mas nos encontramos em nossa paixão.
ninguém me seduz como você,
ninguém desperta meu desejo,
e, ainda que eu me distancie de você,
será como caminhar em círculos,
porque essa busca acabará no mesmo lugar,
no meu ponto de partida, meu oásis,
em seu corpo, meu desejo,
nos seus braços,
envolvida no abraço do único homem
que amo e irei amar.

Fuego


você é puro fogo,
que arde e me consome.
é feitiço e encanto,
é pura atração,
por mais que eu queira,
não consigo fugir.
toda vez que me afasto,
você me chama,
logo mais, lá estou, novamente,
perdida em seus braços.
o som da sua voz
em meu ouvido,
sua respiração em minha nuca,
seu hálito quente,
poem meu corpo em chamas.
fogo que me envolve,
desejo que me chama,
me cega e enlouquece.
vontade de te puxar para mim,
perder o controle com você,
jamais houve alguém como você...
jamais houve e jamais haverá,
quem quer que passe em minha vida,
simplesmente passará,
enquanto você veio, ficou
e permanecerá.
como se todas as minhas tentativas
de te esquecer
fossem apenas fugas inúteis,
nasci pra você
não importa como,
sei que me pertence,
do seu jeito,
da nossa maneira,
sou o ar que alimenta sua chama,
o combustível que acende o seu fogo,
almas gêmeas, espíritos cármicos.
não importa que outros braços nos envolvam,
nenhum deles será nossos donos,
você é quem me completa,
meu corpo existe para aquecer o seu,
você é tudo de que preciso.
sou eu quem te ama
nas suas noites insones
ninguém poderá, como eu,
aquecer sua cama.
não importa quanto tempo passe,
não importa o quanto nos distanciemos,
sempre saberemos para onde voltar
quando a saudade apertar,
quando o desejo chamar,
você bem sabe
que meu corpo é seu lugar.

domingo, 13 de abril de 2008

Dido - White Flag



Hora de Partir


esse é o momento
em que a realidade se apresenta
diante de nós...
nua...crua...fria...dolorosa,
um sentimento unilateral:
de você, veio apenas o desejo
de mim...amor.
chegou a hora de partir,
dizer adeus a meus sonhos,
ilusões alimentadas há muito,
aos momentos que vivemos,
instantes em que tanto te amei,
enquanto você apenas me desejava.
deixo-te seguir,
preciso partir,
não me culpe pelas minhas escolhas,
se te entrego nas mãos de outra,
é porque jamais me pertenceste.
se me perco nos braços de outro,
é porque preciso me distanciar de você.
nossos caminhos não se cruzaram,
se encontraram por um breve tempo,
mas seguem paralelos,
linhas que seguem juntas,
mas jamais se encontram formando uma só.
amo-te com a certeza de que não posso amar,
deixo-te com a tristeza de quem sabe
que jamais foi amada.
porque, quando a realidade se apresentou,
sua escolha foi feita...
e fiquei ali...parada...sozinha...
vendo, em seus olhos, o rancor,
a dor de pensar em perder seu amor,
por causa de alguém que tanto te amou.
ódio por paixão,
total entrega e, em troca, ingratidão.
aceito o que me oferta:
um beijo no rosto,
um obrigado e até mais ver...
hora de partir...
porque durante todo esse tempo,
mesmo me entregando por completo,
você jamais chegou a me pertencer.

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Longe de Você


não consigo mais olhar em seus olhos
e ver, dentro deles, tantas mentiras.
ficar ao seu lado e sentir na pele
o quanto dói sua traição,
não consigo mais conviver com esse sentimento,

sabendo que dei minha vida a você

para que, no final de tudo,
você a atirasse em uma lata de lixo;
saber que te dei meu amor

e você o transformou em banalidade.
não consigo mais te amar

e saber que os meus maiores sonhos
foram muito melhores do que a realidade.
criei, em torno de você, um ideal,

o fiz tão perfeito, tão verdadeiro,

hoje tenho que te ver e aceitar,
que, vindo de você, apenas há falsidade.

já quis seguir seus passos,

já desejei fazer parte de sua vida,

já sonhei tê-lo em meus caminhos,
mas, agora o único caminho que busco,

é aquele que me levará para bem longe,
completamente longe de você.


boomp3.com

sexta-feira, 4 de abril de 2008

Mil e Uma Noites


suaves lábios macios
que tocam minha boca,
ávidos olhos
que percorrem meu corpo,
seguindo cada movimento que faço

a música envolvente
me embriaga,
movimentos sinuosos,
diáfanos véus,
meus dedos desenham
arabescos no ar

sentado, você me observa,
como um sultão,
deixando-se levar pela sedução
que paira no ar,
devora-me com um olhar,
não paro...prossigo,
no meu ritual para te conquistar

habib, diz a música,
habib, repito eu
te chamo e te envolvo
com minhas mãos
dispo meus véus um a um
e você, extasiado, me observa

deito-me no macio tapete
e convido-te com um olhar
meus lábios te chamam,
eu, sua odalisca,
você, meu sultão,
deita-te comigo
entregue-se à paixão,
sou sua Sherazade
e te ofereço mil e uma noites...
...de puro prazer.

boomp3.com

Minha Missão: Te Amar


delicio-me no seu corpo,
sentindo o sabor de sua pele,
o calor de seus braços,
você...fonte do meu prazer.
deleito-me ao notar
como combina o toque dos meus lábios
com a maciez dos seus cabelos,
como sua boca se ajusta tão bem
à suave curva do meu pescoço,
como meus dedos passeiam, livremente,
sentindo o calor de sua face.
que belo contraste o de sua pele morena
com a alvura de minha tez!
é como se, dentro de nossos contrastes,
tivéssemos sido feitos um para o outro.
sinto-o tão meu nos instantes
em que está aqui,
pego-me, então, mirando-o
admirando-o,
como se estivesse diante
da mais perfeita obra de arte.
seu perfil se destacando
contra a luz do meu quarto,
seu sorriso, um tanto quanto cínico,
que me provoca e tira o sono.
sua voz...muitas vezes rouca,
pelo prazer que desfrutamos.
tenho, então, a impressão
de que minha grande missão
é te amar.
coisa estranha, a paixão!
nos faz tolos e, ao mesmo tempo,
tão espertos!
nos embriaga,
ainda que nos deixe despertos...
essa paixão que teimou
e resistiu ao tempo
e, ainda hoje, tanto tempo depois,
ainda me pego fitando-o,
com a mesma devoção com que o fitei,
pela primeira vez,
e, sinto, como senti então,
a grande e irrefutável certeza:
de que nasci para te amar.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Moreno


Moreno você me enlouquece
Com esse seu gingado,
Seu ar despreocupado,
Como quem não sabe
O efeito que causa.
As suas palavras têm o fogo
Que queima em meu ser,
Você me fala e eu só sei
Te querer, te ter.
Sua boca me devora
E eu me entrego,
Sua barba por fazer,
Machucando minha pele,
Mas não sinto dor,
Só prazer...
Moreno...Moreno...Moreno...
Seja meu...Te quero...
Me deixa te pertencer,
Me domina, moreno, com teu bailado,
O teu calor me incendeia,
Esse desejo, esse querer...
Moreno, te quero, te busco...
Te espero...
Vem, síntese do meu prazer,
Me deixa beijar tua boca,
Me deixa deitar com você,
Inteiramente sua eu quero ser.
Vem, me provoca,
Mexe nesses seus cabelos molhados,
Exibe seu peito nu e bem desenhado,
Sua pele suada, sua boca molhada,
Seu beijo ardente,
Vem, moreno,
Esqueça seu nome de anjo,
Despe sua roupa de cigano,
Seja meu vampiro, meu demônio,
Minha perdição...
Vem moreno, me mata...
Me pega em seus braços,
Me faz ser sua paixão.

Seu Beijo


o seu beijo me aquece
com o poder de mil chamas
a percorrerem todo o meu corpo,
é um beijo sedento, desejoso,
ávido...
devora minha boca,
me invade, me possui.
seus lábios inquietos
não se contentam com meus lábios,
buscam minha face, meu pescoço,
me levando à loucura,
enquanto reveza beijos com mordidas,
deixando sua marca em minha pele.
o seu beijo é mais que um beijo,
é simplesmente desejo,
é querer e possuir,
é uma entrega, uma rendição,
puramente paixão...
seu beijo tem magia...
é o beijo que não se vai,
que fica...dias e dias,
o desejo, ainda, aceso,
chamas que não se extinguem,
é um beijo indescritível,
pois jamais eu conseguiria
captar sua essência com palavras,
é um beijo viciante ,
e ainda que te beijasse mil vezes,
precisaria de outras mil
para compreender que seu beijo
foge à compreensão,
é arredio à razão,
mistura de vinho, cigarro e paixão
beijo vampírico, beijo cigano, beijo...
um simples beijo seu e vem a tona
todo o prazer, todo o tesão...
somente você consegue me possuir,
me dominar com seu beijo.

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Cigano


te quero, cigano,
me encanta esse seu bailado,
seus longos cabelos agitando-se,
seus olhos profundos fitando-me,
sua voz rouca instigando-me.
segura minhas mãos entre as suas,
me convida para dançar...
me seduz, cigano, esse seu olhar,
o movimento do seu corpo, seu bailar,
enquanto dança, fica a me cercar...
sou sua, cigano, me toma, me leva,
sem rumo, sem destino, a te acompanhar.
te quero cigano, não resisto,
te puxo para mim e te digo:
"és meu e a mais nenhuma pertencerá."
o som do violão abafa nossas vozes
apenas o nossos corações
são capazes de escutar,
teu corpo junto ao meu,
nossos rostos colados,
a promessa ao pé do ouvido,
você dizendo "sou seu",
palavra de cigano, que jamais se deixa revogar.


Na Madrugada...


as horas que passam rapidamente,
minutos que voam no relógio,

sua imagem em minha mente,

a madrugada que avança,

o sono não vem,

meus pensamentos povoados
com sua presença.
sinto-o ao meu lado,

o ar repleto do seu perfume,

a solidão dói mais
quando sua ausência se faz tão presente.
chamo seu nome, no vazio da noite.

onde está você?

a insônia me domina,

essa espera me alucina,

sinto que está perto,

mas você não está aqui.

então, vencida, apago a luz
e vou me deitar,
subitamente ouço uma voz me chamar,

delírio, loucura...o que será?

é a sua voz que ouço,

abro a porta e, como em um sonho,

ali você está,

você veio,

talvez, atraído pelo meu chamado silencioso,
talvez, quem sabe, como resposta às minhas preces,
eis você diante de mim!

meus olhos se recusam a acreditar,

é miragem, é ilusão?

mas você, sequer, me deixa raciocinar,

me toma em seus braços e me ama ali mesmo,

e transforma minha noite insone
em uma interminável noite de paixão.

segunda-feira, 24 de março de 2008

Meu Jogo



Adoro quando enlouquece
Com cada palavra que digo,
Com cada um dos meus toques,
Com o mais inocente dos meus olhares,
Enlouquece...
E, nesse instante, tenho o total domínio,
Você se torna meu,
Ávido pelo minuto seguinte,
Totalmente incerto
Em relação ao que te espera,
Desejando, ardendo, querendo...
Adoro testar sua resistência,
Descobrir seus limites,
Jogar com as palavras,
Dizer o que quer ouvir,
Fazer o que gosta,
Pois conheço seu jeito,
Sei seus desejos
E o caminho certo
Que te leva ao prazer.
Adoro quando sai do rumo,
Quando perde o prumo,
Quando deixa tudo
E se entrega...
Adoro quando fecha os olhos
E me conta, entre sussurros,
Tudo o que está sentindo,
E pede por mais e mais...
Adoro quando tenta se controlar,
Quando, no auge do seu descontrole,
Quer prolongar nosso instante.
Adoro quando enrosca seus dedos
Em meus cabelos,
E desliza suas mãos pelo meu corpo,
Me afagando, pressionando,
Me puxando de encontro a você,
Como se quisesse fundir nossos corpos.
Adoro quando suspira,
Ofega,
Goza,
Seu corpo se contorce, em espasmos,
Gozando todo o desejo acumulado.
Então, em um longo suspiro,
Olhos fechados,
Me abraça apertado e sussurra:
"Louca!"
Então sei que atingi meu objetivo,
Vejo o quanto te possuo,
Na mesma medida em que você me possui.

Essência

Guardo em minha pele
O calor do seu corpo,
Em minhas mãos
O toque de seus dedos,

Em meus cabelos

Está impregnado seu cheiro,

Um misto de perfume e cigarro,
Que enebria e embriaga,

Trazendo à tona a lembrança

De nossos momentos mais loucos.

Espalhada pelo chão a sua essência,

Supremo e frenético gozo,

Sentido quando do total domínio

Do êxtase e prazer.

Suspiros e gemidos,

Sublimando os sentidos,

A Lua, Solitária Amante,

Única testemunha de nós dois,

Dois corpos, duas almas,

Um só desejo.

Em minha boca o seu gosto,

Infinitamente melhor
Do que o mais puro vinho.

Essência vital,
Da qual necessito

Para sentir-me sua,

Possuída, desejada,

Ao menos naquele instante,

Sua Consorte.

Dedicando-o, ao meu modo,

Fidelidade, minha vida,

Minha sorte.

Tudo, para sentir em mim

O calor de sua essência,

Prova concreta do delírio que vivemos,
Espalhando-se...

Pelo meu corpo,

Dentro de mim,

Pelo chão...

Por todos os lados...
Você...você...você...

...Sempre presente...
Mesmo quando não está aqui,

Mas deixa, comigo, um pouco de si,

De sua essência,

Para que, mesmo longe,

Eu continue sentindo-o,

Essencialmente,

Em mim.