Frases Soltas do Pensador (www.pensador.info)

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Nós, Bruxas


Mulheres são mulheres e todas carregam, dentro de si, uma essência especial. Mas, existe uma determinada categoria de mulheres, com uma capacidade diferenciada de reagir aos estímulos da vida: As Bruxas.
Nós, bruxas, sentimos intensamente, nos apaixonamos, mas nossas paixões são fugazes, podendo durar uma Lua, ou perenes, podendo atravessar, quem sabe, séculos e vidas.
Fugazes, porém jamais efêmeras, amamos com toda a nossa alma, nossa entrega é absoluta, com a rendição dos Quatro Elementos, amamos...devastadoramente como um furacão, com o calor de um vulcão, nossos corpos fremindo como o solo em um terremoto, nos deixamos levar com a força de um maremoto...então,com os Quatro Elementos harmonizados, chegamos ao Quinto, atingimos a sublime leveza do Éter...a realização suprema.
Por sermos, essencialmente, solitárias, difícilmente seremos vistas com um par constante...não importando quem se vai, primeiro, nós ou eles, no final guardamos, apenas, as lembranças e sensações.
Sofremos por amor. Sim, sofremos! Mas, nossas lágrimas duram, apenas, o tempo necessário para retomarmos nossa caminhada, nossa busca infinita...quem sabe de uma nova magia, um novo amor, uma nova estrada.
Nós, bruxas, caímos e nos levantamos e quando nos apaixonamos, é, sempre, como se fosse a primeira vez; ao nos entregarmos, o fazemos como se fosse a última...vivemos cada momento em seu tempo e cada tempo em sua hora. 
Cada amor é único, cada pessoa é exclusiva...em seu tempo e seu espaço...então, quando esse amor se retira de nossas vidas, seguimos, confiantes, realizadas, afinal, antes de sermos bruxas, somos mulheres e, como tal, precisamos nos sentir amadas, desejadas, cobiçadas.
Nosso olhar tem um brilho diferente, nosso sorriso carrega encanto.Por onde passamos, deixamos nossa marca...difícilmente passaremos despercebidas...positivamente impossível que sejamos esquecidas.
Ao caminharmos, espalhamos no ar a nossa essência...mágica e misteriosa...estranhamente cativante. Em cada passo, um bailado sinuoso, deslizando, quase flutuando, levadas pela brisa que emana de nós.
Bailamos com a sensualidade de Lillith, amamos com a paixão de Afrodite, protegemos como Deméter, caçamos como Ártemis...mas, não nos prendemos, somos livres...guerreiras...Athenas.
Somos sílfides, dríades, ondinas, salamandras...somos deusas, somos profanas, mundanas, sagradas...somos anjos, somos devas...somos súcubos. Guiamos seus sonhos, sugerimos seus passos, amantes de Baco, musas dos Bardos...influenciamos as Marés, somos movidas pela Lua...somos Donzelas, Mães, Anciãs...mulheres na mais completa e complexa acepção da palavra.
Somos bruxas...sem paradeiro, sem grilhões, sem destino...somos as Filhas da Noite...partículas do Universo, Discípulas da Natureza.

Um comentário:

  1. E dá-lhe Lilith! E dá-lhe Lilithhhh...ole olê olêêêêê

    Esse tipo de postagem é o que chamo de "e a cobra vai fumar... narguile"

    huahuahuahua

    ResponderExcluir